10 de jul de 2012

Hoje, em mais um post dedicado aos Beatles dentro da série London, London, dois lugares que não estão nos guias de viagem, mas que guardam preciosidades da banda.

2)British Music Experience
Quinquilharias do passado. O British Music Experience (BME)é um museu dedicado à história da música pop britânica. Para quem, como eu, tem interesse (e fascínio) pessoal e profissional pelo som dos britânicos em geral, a visita já é valiosíssima. Fica melhor ainda porque, obviamente, os Beatles não ficariam de fora dessa história. O museu combina estações interativas,  em que você pode ouvir muita música e ter acesso a dados históricos, com uma vasta exposição de memorabília dos principais nomes da música da Grã-Bretanha.

Há um espaço dedicado somente aos Beatles com merchandising das antigas (como aquelas perucas que imitavam o corte mop top), um par de óculos do John, um Hoffner do Paul e o terninho que o Ringo usou em A Hard Day’s Night. Meu olhar de precisão cirúrgica identificou um sinal que denunciou a idade e o desgaste da peça: na altura do peito, dá pra ver uns furinhos no tecido! Adoro ver essas marcas que expõem a verdade dos objetos. Como tudo em Londres, é fácil chegar lá de metrô (BME). Localizado na The O2, um complexo de entretenimento, ele está integrado à estação North Greenwich.

British Library: fotos proibidas no interior,
assim como no BME
3)British Library
Relíquias. A biblioteca nacional do Reino Unido, imeeeensa, tem uma exposição permanente só com publicações raras. Em meio à Magna Carta, à Bíblia de Gutenberg e diários de contemporâneos de Shakespeare, há um espaço dedicado somente aos Beatles. Lá, vi com meus próprios olhos os manuscritos originais de “Help”, “Yesterday”, “Michelle” e “Ticket to Ride”, além de duas fotos raríssimas: uma tirada bem no início da banda, com o Stu ainda na formação, e outra de John, também desse mesmo período. A princípio é só uma foto aleatória, mas na imagem ele me encarava com aquele olhar magnético de Monalisa, topetinho à la Elvis e jaqueta de couro. Um olhar inescapável que me obrigou a pensar em tudo o que ele se transformaria a partir do instante em que foi tirada a foto e o desfecho de tudo nos anos 1980. Foi duro porque inconscientemente todos os quatro continuam vivos pra mim e de vez em quando rolam esses insights que me lembram do contrário: dois já se foram. Na lojinha da biblioteca, além de muitos livros e souvenirs relacionados à literatura, há mais merchandising oficial dos Beatles. Para chegar lá, fique na estação Euston.


0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.