3 notas sobre a morte de David Bowie

O que eu trouxe na bagagem da Colômbia

A(s) pergunta(s) que eu não fiz para Steve Aoki

30 de mar de 2010

"Novos Baianos F. C.", além de um disco homônimo da turma de Pepeu e cia., também é um documentário sobre a banda em questão. Gravado em 1973, durante dez dias, por Solano Ribeiro, no sítio em que a banda e mais um monte de gente vivia, o filme documenta o espontâneo espírito libertário que pairava naquele lugar. A boa nova é que ele está dando sopa, na íntegra, no YouTube. É só dar o play.

25 de mar de 2010

Na idade da pedra da indústria fonográfica, tínhamos que esperar um disco chegar à loja, comprá-lo e só então ouví-lo. Nos primórdios da revolução provocada pela internet, o legal era torcer para o disco "vazar" misteriosamente na rede para baixá-lo. Ultimamente, tudo que temos que fazer é agradecer à camaradagem de uma geração de bandas com uma nova mentalidade, que libera as faixas em streaming. Não precisamos nem nos dar ao trabalho de baixar as músicas. Eis alguns lançamentos recentes que demonstram essa benesse.

24 de mar de 2010



Já faz um bom tempo que os mashups rondam o YouTube. Em sua imensa maioria iniciativa de usuários gringos, os mashups sempre misturam músicas de artistas gringos também. Nunca achei isso ruim, mas sempre pensei que seria igualmente interessante ver em quê essas misturas bizarras resultariam caso os artistas escolhidos fossem brasileiros.

O músico João Brasil resolveu matar essa minha curiosidade. Desde o início do ano, ele leva em frente o projeto 365 mashups, no qual, desde o primeiro até o último dia do ano, divulga no blog de mesmo nome um mashup diferente.

As misturas com artistas brasileiros não são exclusividade do trabalho de João - ele fez uma série histórica com músicas de "Kind of Blue", do Miles Davis, com raps do Snoop Dogg -, mas, com um sobrenome desses, os músicos da terrinha sempre aparecem. De Leve x Los Hermanos e Ratos de Porão x Caetano Veloso são algumas das combinações que ele já criou.

A viola da corrupção (João Brasil) by lontramusic

Vá lá: 365mashups.wordpress.com

23 de mar de 2010



Produzido em 2006, o documentário "Os Estados Unidos contra John Lennon", que mostra a transformação do beatle em um ativista social e as perseguições que ele sofreu do governo norte-americano, tem estreia prevista para 2 de abril nos cinemas brasileiros. Porém, já está dando sopa na internet, sem nem mesmo precisar baixar: o filme está, na íntegra, no YouTube, dividido em 10 partes.

22 de mar de 2010

Todo dia é dia de ouvir Jorge Ben Jor, mas não custa nada reforçar essa certeza aproveitando o dia do aniversário de 68 anos desse cara fantástico.

A minha dica, além de (apenas) toda a sua discografia solo, é o disco "Gil & Jorge - Ogum Xangô". Nesse álbum, de 1975, gravado em estúdio numa tacada só, o aniversariante do dia e Gilberto Gil fazem uma memorável jam session afro, provavelmente orquestrada pelos orixás que dão nome ao disco, tamanho o entrosamento dos dois na hora do improviso. Ouça o disco na íntegra aqui.

17 de mar de 2010


Graças a uma boa alma, milhares de músicas das atrações que passaram pelo festival South by Southwest (SXSW) entre 2005 e este ano estão disponíveis para baixar neste site. São mais de 5 mil músicas. Entre os downloads possíveis, estão R.E.M, Lou Reed e muita gente desconhecida, mas interessante.

Quem?
O SXSW é um MEGA festival criado em 1987, em Austin, no Texas. Começou como um pequeno concurso de bandas e virou um evento que mescla mostra de cinema, conferências, cursos e milhares de shows. Só este ano, estão previstas 1.800 apresentações, entre Motorhead, Cheap Trick e os brasileiros Hurtmold e Lucy and the Popsonics.

12 de mar de 2010

1 Milhão de Downloads é um blog que indexa links para download de música brasileira. A ênfase é em material raro, que não foi relançado em CD ou, mesmo digitalizado, teve baixa distribuição. O objetivo, como o nome indica, é chegar a um milhão de downloads. Jackson do Pandeiro, Dominguinhos, Moacir Santos e Jards Macalé são alguns dos nomes do "acervo".

Acesse, baixe, ouça e agradeça a Deus pela existência da internet.

http://1milhaodedownloads.blogspot.com/

11 de mar de 2010

Ontem, neste mesmo horário, estava eu lá no Mineirinho me divertindo com o Sebastian Bach, aguradando o Guns subir no palco. Com quem esteve lá, com quem não esteve também, compartilho as minhas (bobas) impressões sobre a noite.

Pra variar, o Mineirinho melou a acústica. Mesmo da pista premium, a voz de Axl ficou inaudível em alguns momentos.

***

A pirotecnia impressionou na abertura do show e faz todo o sentido para uma banda com a história do Guns. Mas explodir fogos e acionar lança chamas em 3, 4, 5, 6 músicas é muito over. Isso é coisa de show da Cher.

***

"Chinese Democracy", a música, é muito melhor ao vivo que no disco.

***

Faltou uma baladona estilo "Good Times" pra cantar com os displays dos celulares acesos. Onde foram parar "Patience" e "Don't Cry"?

***
"Welcome To The Jungle" estraçalhou minha garganta.

***

A guitarra do DJ Ashba é puro glamour.



***

Sabe a expressão "pingando de suor"? Axl é a personificação extrema dela.

***

A cada solo de guitarra, eu pensava: "Slash, onde estás tu?"

***

Apesar de todos os pesares que o Guns acumulou desde que a formação clássica se separou, ouvir "Mr. Brownstone", "You Could Be Mine" e outros clássicos ao vivo é impagável. Lamento por quem não foi.

***

O show de abertura de Sebastian Bach me surpreendeu tanto que também merece uma sessão de flashes.

Aos 42 anos, Sebastian não tem mais a babyface dos anos 90, mas, magérrimo, segura muito bem a calça de couro apertadinha.

***

Magérrima, na verdade, é a banda toda. Parece o Black Crowes.

***

Clichê pouco é bobagem. Sebastian cuspiu jatos d'água no público, disse que amava BH e se esforçou para dizer muitas frases em português. Fofo.

***

Com tanta simpatia, Sebastian virou quase um brasileiro. Pelo menos era o que indicava a camisa que usou uma parte do show: amarela, com as inscrições "Brasil" e "Tião" (apelido para Sebastião, versão abrasileirada de seu nome). Viva Tião!

9 de mar de 2010


O jornal inglês The Guardian vai acompanhar ao longo do ano a trajetória de 10 apostas para a música para saber se a profecia de sucesso sobre essas bandas se concretizará. O acompanhamento será no formato de uma "gincana pop": as bandas vão ter o seu "progresso" medido por pontos (obtidos pela posição nas paradas, pelas parcerias, pela repercussão de declarações, etc) que serão comparados em um gráfico. Apesar de não serem nada claros e objetivos quais os critérios para atribuir X pontos à banda Y, vale seguir o gráfico pela brincadeira.

Para acompanhar: www.guardian.co.uk/music/interactive/2010/jan/01/top-ten-bands-graph-2010
Tecnologia do Blogger.