3 notas sobre a morte de David Bowie

O que eu trouxe na bagagem da Colômbia

A(s) pergunta(s) que eu não fiz para Steve Aoki

1 de out de 2014



Brody Dalle soltou o verbo contra o clipe de "Booty", single de Jennifer Lopez e Iggy Azalea. Primeiro no Twitter, e depois no Facebook (onde prolongou o assunto porque precisou se explicar mais), Brody lamentou que o vídeo passe a imagem de que J Lo e Iggy são apenas partes de corpos disponíveis para o prazer dos homens (aquela discussão necessária sobre a objetificação, você sabe). Tudo de uma maneira muito bem fundamentada e respeitosa com as mulheres em geral e as duas moças do clipe em particular, em cujos talentos superiores ao físico Brody acredita.

Como Brody se mostrou muito consistente em seu ponto de vista sobre o clipe que enaltece os bunbuns das duas cantoras, queria muito saber o que ela teria a dizer sobre "Tá Pra Nascer Homem Que Vai Nascer em Mim", nova música de Valesca, que usa o popô no nome e no palco ao mesmo tempo em que brada sobre sua autonomia diante dos homens - em um discurso que não é novo e nem revolucionário, mas ainda necessário. E aí, Brody?
 
Tecnologia do Blogger.