18 de mai de 2009

Em 18 de maio de 1980, o rock acumulava mais uma tragédia para a sua história. Ian Curtis, vocalista dos ingleses do Joy Division, se enforcou em sua própria casa, meses antes de completar 24 anos. Ian não deixou nada que explicasse o motivo do suicídio, mas especula-se que ele tenha sido motivado por uma depressão, desencadeada pelo uso de drogas, epilepsia e o rompimento com sua esposa. Um paradoxo, para quem integrava uma banda que trazia "alegria" no nome. Diga-se de passgem, o paradoxo serve para o próprio grupo, cuja sonoridade era introspectiva e sombria. No vídeo abaixo, uma amostra disso, já na primeira apresentação da banda na TV, em 1978, com "Shadowplay".


0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.