30 de set de 2013

Foto: Jann Wenner
Quem ficou sem palavras diante dos dois shows que Bruce Springsteen fez no Brasil neste mês vai gostar de ler dois textos publicados no fim de semana que mostram como o Boss levou a sério o retorno ao Brasil depois de 25 anos.

O primeiro é do Álvaro Pereira Júnior, que esclareceu em sua coluna na Folha de S. Paulo como "Sociedade Alternativa" foi parar no setlist do show. O próprio colunista é o protagonista da história. Em resumo, ele foi procurado pela produção do artista após entrevista no Chile para dar sugestões de músicas brasileiras que o Boss poderia incluir no repertório do show. Junto com André Barcinski, enviou uma lista tríplice: "Sociedade Alternativa", "Inútil" e "Que País é Esse?". Vale a pena ler para acompanhar os meandros da história e para entender porque exatamente um jornalista foi procurado para a tarefa.

O segundo é uma breve matéria da Rolling Stone Brasil com Jann Wenner, fundador da revista matriz, que acompanhou Bruce na turnê brasileira e revelou que o músico impôs para si a missão de reconquistar o público da América do Sul com os recentes shows após mais de duas décadas distante dos palcos daqui. Como eu, você, e todos que vimos os shows de alguma forma já sabemos, missão cumprida, chefe.

PS: Este blog está na torcida para que a presença de Wenner ao lado de Bruce por essas bandas se converta em um bom texto de bastidor em alguma futura edição da Rolling Stone.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.