13 de jan de 2013

'Cês achavam mesmo que eu tinha parado? Aposentei não, uai'

Eternamente assegurado como o camaleão do rock, David Bowie talvez jamais nos levaria a imaginar que uma das facetas que poderia vir a assumir em sua condição mutante seria a do mineiro come quieto. Pois foi o que ele provou ser neste início de 2013.

Declarado aposentado por seu biógrafo Paul Trynka, em 2011, e vítima de boatos segundo os quais estaria sofrendo de uma doença terminal, ele surpreendeu o mundo da música ao anunciar, de uma só vez, música, clipe e disco novos - este último com a lista de faixas completa e data de lançamento que já está quase aí: 8 de março. "Where Are We Now", o single, e "The Next Day", o álbum, são o primeiro material inédito de Bowie em uma década.

Mesmo descontados esses boatos nunca confirmados pelo próprio, quem apostaria que ele, que leva hoje uma vida reclusa em Nova York, estava na ativa? Em tempos de paparazzi, redes sociais, informação em tempo real e o já clichê do vazamento de lançamentos musicais, é mais impressionante ainda imaginar que Bowie já trabalhava há algum tempo em material novo e nenhuma palavra a respeito atravessou as paredes do estúdio. Come quieto nível avançado II. Só falta falar uai.

O efeito surpresa e o entusiasmo consequente, dados todos esses fatores, se converteram em bons resultados no mercado: o single liderou a lista de downloads no iTunes na semana de lançamento e garantiu um sexto lugar na parada britânica, feito que o músico não atingia há duas décadas. O disco novo, ainda em pré-venda, foi líder na versão brasileira do iTunes. Ouça a música nova:



 Leia este e outros posts no Meu Segundo Caderno.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.