5 de jul de 2012

Uma pausa na série London, London - que continua na semana que vem - para falar de "Para Roma, com amor". Meu talento para a crítica de semana é o mesmo que tenho para física quântica, mas como espectadora digo que, no amontoado de histórias que Woody Allen resolveu contar, há umas cutucadas interessantes em certos valores e hábitos, deliciosas cenas de comédia nonsense e uma trama meio destoante das demais (a de Alec Baldwin e Jesse Eisenberg). Uma pena que tantos temas e tramas tenham que dividir entre si o espaço do filme. No fim, fica a sensação de que algumas delas foram injustamente subaproveitadas e poderiam render um filme sozinhas.

O que fica de mais marcante é um dos temas principais do filme, "Amada Mia, Amore Mio", composta originalmente em 1977 pelo italiano Paolo Zavallone, cujo nome artístico é El Pasador. Abaixo, a gravação original. Aqui tem a versão para o filme feita pela Starlite Orchestra.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.