12 de mar de 2012



Honrando seu jeito rasgado de se expressar, Morrissey soltou a língua na turnê sul-americana que terminou ontem (11), em São Paulo: na Argentina, defendeu as Malvinas no conflito com os ingleses, colocou os músicos de sua banda para usar camisetas com os dizeres "Odiamos William e Kate"; no Rio, acusou o príncipe Harry, que visitava a cidade no mesmo dia, de querer apenas o dinheiro dos brasileiros.

As estripulias de Moz ecoaram em sua terra natal e alimentaram um breve debate promovido pelo jornal The Guardian. Um escritor e um crítico cultural inglês discutem o aparente paradoxo entre a importância que o ex-líder dos Smiths tem para a música de seu país e a rejeição que ele sempre demonstra por valores nacionais. Pra quem gosta dessas "cabeçudices", muito bom. Leia aqui.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.