24 de set de 2019



Dia desses passou no meu feed de sugestões do YouTube pela enésima vez o clipe de "Con Altura", da Rosalía. Um sinal bem claro do tanto que tenho escutado a cantora recentemente. Mas não só eu. O que me chamou atenção para o thumbnail que nesse ponto da história já é um velho conhecido meu foi a contagem de visualizações. O clipe está na reta final para atingir 1 bilhão de reproduções. No dia em que notei isso, eles estava com aproximadamente 840 milhões de visualizações. Mais ou menos uns dez dias depois, enquanto escrevo este texto, ele já atingiu os 900 milhões.

A primeira vez que ouvi "Con Altura" foi no Lollapalooza Chile, exatos três dias após o seu lançamento. O single foi publicado em todas as plataformas no dia 28 de março, uma quinta, e Rosalía se apresentou no festival em Santiago no dia 31 de março, um domingo.

Quando a multidão reconheceu as primeiras notas, soltou aquele grito eufórico de aprovação, típico de quando está prestes a ouvir um grande sucesso ao vivo. Logo depois, surgiu aquele mar de celulares para registrar o momento, um gesto característico dos dias atuais de quando o público está ouvindo um hit ao vivo. E o refrão todo mundo já sabia de cor. Tal qual um hit.

Eu me lembrei desse momento quando vi os números estratosféricos no YouTube e fiquei feliz de estar lá como testemunha. Numa época em que a gente consegue medir tudo com tanta precisão, em tempo real, pelos views, streams, likes, retweets e outras métricas das grandes plataformas, presenciar in loco uma amostra desse sucesso brotando é como achar um bilhete premiado.

Os números de views no YouTube vão continuar crescendo loucamente sem que eu dê conta de acompanhar, mas a memória daqueles poucos minutos surpreendentes (e do resto do show) no Lolla Chile vai me acompanhar por muito tempo.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.