12 de fev de 2014

Vida longa às inimigas e aos gênios anônimos da internet


Não fosse a falta de tradição no Brasil de lançar singles para venda no mercado, e não fossem também as complicadíssimas leis que regem os direitos de marca e direitos autorais, eu acho que Valesca Popozuda deveria fazer um relançamento de "Beijinho no Ombro" só para poder usar como capa a imagem acima que circulou hoje pelo meu feed do Facebook. Simples e genial.

Tão simples e tão genial que a sacada revela a razão de tanto recalque nesse mundo: subliminarmente, esse sentimento que virou tendência em tempos de internet habita a cozinha de nossas casas há décadas e é com ele que temos nos alimentado nesses anos todos. Beijinho no ombro pra vocês, geração nutrida à base de aveia Rekauq.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.