6 de mai de 2013



O Metropolitan Museum of Art - o Met - deu a largada para a exposição "PUNK: Chaos to Couture", uma análise da influência da estética punk na moda dos anos 1970 até os dias atuais, com o tradicional e esperado baile de gala que abre as grandes exposições anuais do museu, em Nova York.

Dezenas de celebridades ajudam a badalar a festa com sua presença e seu figurino e, neste ano, a expectativa dos flashes era maior tendo em vista a temática punk do evento. Teve gente que levou muito a sério o tema na hora de se vestir, teve gente que foi sutil, teve gente que fingiu que nem sabia o que era punk - esta galeria do Huffington Post tem cliques de praticamente todo mundo.

Porém, no alto de seu achismo, este blog considera que ninguém encarnou mais o espírito punk que queen Madonna. Não tanto pelo combo xadrez com spikes, correntes e meia arrastão detonada by Givenchy, mas por sair mostrando o bumbum no alto de seus 50 e alguns anos. Nada mais anti-status quo e, portanto, punk, do que sambar em cima de padrões estabelecidos - neste caso, ignorar códigos de vestimenta femininos arbitrariamente estipulados. Não é novidade Madonna fazer esse tipo de coisa, mas é sempre bom vê-la honrando parte daquilo que a fez ser quem é.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.